Informações da página

Você está em: Página Inicial > Pró-Reitoria de Extensão > Apresentação

Início do conteúdo

A EXTENSÃO NOS INSTITUTOS FEDERAIS DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA

Publicado: 07/07/2015

Os princípios que norteiam a constituição dos Institutos Federais colocam em plano de relevância a pesquisa e a extensão. Por meio da extensão, os Institutos poderão proceder a difusão, a socialização e a democratização do conhecimento. Ao promover uma relação dialógica entre o conhecimento e a comunidade, a extensão dinamiza o espaço articulador entre o saber fazer e a realidade socioeconômica, cultural e ambiental da região. Educação, Ciência e Tecnologia devem articular-se tendo como perspectiva o desenvolvimento local e regional, possibilitando assim, a imbricação/interação necessária à vida acadêmica.

A extensão, entendida como prática acadêmica que interliga os Institutos Federais nas suas atividades de ensino e de pesquisa com as demandas da maioria da população, consolida a formação de um profissional cidadão e se credencia junto à sociedade como espaço privilegiado de produção e difusão do conhecimento na busca da superação das desigualdades sociais.

Tendo em vista que o processo educativo funda-se sobre três pilares, ensino, pesquisa e extensão, indissociáveis como dimensões formativas, libertadoras e sem hierarquização, a relação que a extensão estabelece com o ensino e a pesquisa é dinâmica e potencializadora. A extensão intensifica sua relação com o ensino, oferecendo elementos para transformações no processo pedagógico, em que professores e alunos constituem-se como sujeitos do ato de ensinar e aprender, levando à socialização e a aplicação do saber acadêmico. Em outros momentos, a extensão intensifica sua relação com a pesquisa através da utilização de metodologias específicas, do compartilhamento de conhecimentos produzidos pela instituição e da contribuição para a melhoria das condições de vida da sociedade.

Neste sentido, é imperativo conceber a extensão, nos Institutos Federais, como uma práxis que possibilita o acesso aos saberes produzidos e experiências acadêmicas, oportunizando, desta forma, o usufruto direto e indireto, por parte de diversos segmentos sociais. Revela-se, assim, em uma prática que vai além da visão tradicional de formas de acesso, como também de participação. Essa concepção de extensão amplia o leque de atuação e, consequentemente, cria um manancial de dados que precisa ser sistematizado, com objetivo de dar visibilidade à contribuição da extensão no contexto local, regional e nacional. Isso não significa um engessamento das ações, mas, ao contrário, estabelece definições e princípios que subsidiarão as ações de cada Instituto.

Conforme o Plano de Desenvolvimento Institucional 2014-2018, as ações da extensão serão promovidas por meio de Dimensões Operativas, as quais estão organizadas a partir do conjunto de ações desenvolvidas pela Rede Federal de Ensino Profissional, Científico e Tecnológico - EPCT, descritas a seguir:

a) Desenvolvimento Tecnológico

b) Projetos Sociais

c) Estágio e Emprego

d) Cursos de Extensão ou Formação Inicial e Continuada - FIC ou Qualificação Profissional

e) Projetos Culturais Artísticos, Científicos, Tecnológicos e Esportivos

f) Visitas Técnicas

g) Empreendedorismo e Associativismo

h) Acompanhamento de egressos

i) Projetos Ambientais

A execução das Políticas de Extensão ocorrerá por meio de programas e/ou projetos que, entre outras formas de operacionalização, utilizarão as metodologias indicadas a seguir:

Tecnologias sociais (TS): as Tecnologias Sociais buscam desenvolver soluções para os problemas sociais na interação dos atores do conhecimento científico e tecnológico com as comunidades, levando em conta seu contexto cultural local, tradições, arranjos organizacionais, saberes populares e o potencial natural e econômico das regiões.

Economia solidária: no campo das TS, a Economia Solidária compreende as normas associativas de organizar a produção de bens e de serviços, sua distribuição, o consumo e o crédito.

Economia criativa: a economia criativa é a economia do intangível, do simbólico, do conhecimento tácito que se converte em explícito. Ela se alimenta dos talentos criativos, que se organizam individual e coletivamente para produzir bens e serviços inovadores.

Ecossistema empreendedor: o desenvolvimento socioeconômico solidário e criativo requer ambientes e instituições que estruturem o movimento de empreendedorismo e da inovação numa região, contribuindo para a construção de uma cultura empreendedora (FILION, 1999). Assim sendo, as ações de extensão referentes à promoção do empreendedorismo, associativismo e cooperativismo deverão ser postos em prática numa determinada região.

Associativismo e Cooperativismo: o associativismo afirma um modo de agir coletivo, cujos princípios se fundamentam na experiência concreta da mobilização de pessoas e derivam das suas intenções ou ideias que, na busca da superação de uma dificuldade comum, implementam um projeto por meio de uma organização. Enquanto que o cooperativismo, forma avançada do associativismo, caracteriza-se pela organização autogestionada de pessoas para a solução de problemas específicos.

Empreendedorismo esportivo e olímpico: o empreendedorismo esportivo e olímpico pode ser concebido como um conjunto de ações desenvolvidas por pessoas que se dedicam ao esporte com um pensamento que ultrapassa o seu tempo, trazendo inovações em diversos âmbitos.

Equipe

::Pró-Reitora de Extensão:

Raquel Lunardi

::Coordenador Geral de Extensão e Pró-Reitor de Extensão Substituto:

Adriano Brum Fontoura

::Coordenadora de Relações Institucionais:

Maria Lúcia Viana Cardoso

::Coordenadora de Programas de Inclusão Social:

Ana Denize Grassi Padilha

::Coordenador de Extensão Tecnológica:

Rafael Bonadiman

::Coordenadora de Eventos:

Lauren Steffen

Final do Conteúdo Ir para as informações da Página

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Farroupilha

Rua Esmeralda, 430 - Faixa Nova - Camobi - CEP 97110-767 - Santa Maria - Rio Grande do Sul. Telefone: (55) 3218-9800

E-mail: gabinete@iffarroupilha.edu.br